Seguidores: é só clicar em seguir! Não precisa ter blog, só qualquer end. do Google.

http://www.facebook.com/valeria.riet

sexta-feira, 10 de abril de 2009

ATIVIDADES DE INTERPRETAÇÃO PARA ENSINO FUNDAMENTAL I

O PRIMEIRO PÊLO

Elias, aquele pedacinho de gente, com a cara mais atrevida deste mundo, plantou-se diante do pai, que lia o jornal.
- Pai, eu já sou um homem!
Como o pai não desse sinal de ter ouvido, repetiu:
- Pai, eu já sou um homem!
- Você sempre foi, meu filho. Desde que nasceu – respondeu, afinal o pai.
- Isso eu sei. Quero dizer, agora já sou grande.
- Não me parece que você tenha crescido muito de ontem para hoje ... – disse o pai, olhando o garoto de alto a baixo.
- É que eu sou ... eu sou ...
- Já sei. Você quer dizer que se tornou adulto.
- É, é isso mesmo.
- E por que o senhor meu filho acha que se tornou adulto de ontem para hoje?
- O senhor está vendo aqui? – E apontava um pontinho preto no queixo. – Está vendo?
- Não vejo nada. Venha mais perto. Ahnn! Será que estou vendo um pelinho aí?
- É o meu fio de barba, pai. Eu já sou um homem.
- Ora, meu filho! É apenas um fio, e um fio não faz uma barba toda. Aliás, lembra-se de sua avó, minha mãe? A vovó tinha uma verruguinha no queixo e três fios de barba. Veja bem: três fios. Nem por isso ela dizia que era homem!
- Mas eu já sou um adul... Isso que o senhor disse. Por isso, preciso de aumento de mesada, quero chegar tarde em casa e levar a chave da porta.
- É uma pena, é uma pena ... lamentou o pai, balançando a cabeça.
- Pena porque ia dar-lhe um presente agora que você completa doze anos. Mas ... Preciso mudar de presente.
- Mudar, pai?
- Claro, quando você era menino, ia ganhar uma bicicleta dessas que você sempre quis. Mas, sendo um homem, vou dar a você um aparelho de barba.
O garoto apoiou-se num pé, depois no outro, profundamente pensativo. Ah! Ia perder aquela sonhada bicicleta! Resolveu:
- Pai, vamos fazer uma coisa. Eu deixo pra ficar homem mais tarde e o senhor me dá a bicicleta, certo?
- Certo – concordou o pai. – E peça à sua mãe para tirar esse pelinho daí com uma pinça. Não fica bem um menino com barba de homem.

Mário Donato

1. Exploração do texto – Você deverá copiar as perguntas em seu caderno e respondê-las. Capriche.

1) O texto conta uma conversa entre duas pessoas. Quais são elas?

2) Para afirmar que já é um homem, Elias dirige-se ao pai com segurança, com humildade ou com medo? Justifique com citações do texto.

3) Ao responder que o filho era homem desde que nasceu, o pai referia-se ao aspecto físico, psicológico ou social?

4) Por que Elias achava que já era adulto?

5) O fato de ser adulto, segundo Elias, dava-lhe alguns direitos. Quais?

6) Por que Elias resolveu “deixar para ficar homem mais tarde”?

2. Extrapolação do texto

1) Elias achava que já era adulto porque tinha nascido um pelinho de barba. E para você, o que é ser adulto?

2) O que você pensa do procedimento de Elias? Você concorda? Se você fosse Elias, teria agido do mesmo jeito?

3) O que você pensa dos adultos? O que eles fazem que lhe agrada? O que eles fazem que não lhe agrada?

4) Você tem vontade de ser adulto? Por quê?

66 comentários:

  1. eu gostei muito e eu queria ler mais vezes

    ResponderExcluir
  2. gOSTEI MUITO DO TEXTO PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  3. eu procurei exatamente por isso para treinar com minha filha do 6º ano e gostei

    ResponderExcluir
  4. ajudou muito minha filha de 9 anos. Gostei!

    ResponderExcluir
  5. Adorie o texto,bom encontar blogs com boas ideis.

    ResponderExcluir
  6. Seu blog é otimo...Parabéns...Que Deus te ilumine...

    ResponderExcluir
  7. sandro ri bastante , texto divertido parabéns

    ResponderExcluir
  8. Muito criativo amei!

    ResponderExcluir
  9. Sandra Mara Oleiro18 de abril de 2010 07:04

    Adorei os textos, pois eles me ajudaram muito, estava procurando textos para trabalhar em sala de aula e encontrei teu blog,que é maravilhoso.Obrigada pela ajuda. Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  10. gostei muito onde posso encontrar mais textos assim com perguntas

    ResponderExcluir
  11. Lauren- Professora20 de junho de 2010 16:10

    Achei muito interessante, parabens.

    ResponderExcluir
  12. Professora Rosimeire1 de agosto de 2010 18:51

    Amei, colega! Obrigada pela contribuiçao.

    ResponderExcluir
  13. Professora Rejania Lima27 de agosto de 2010 09:11

    Gostei muito. É o que estava procurando para trabalhar com um grupo de leitores (crianças e adolescentes).

    ResponderExcluir
  14. ja vo8u trabalhar com meus alunos em sala de aula

    ResponderExcluir
  15. Parabéns pelo trabalho! O texto é bastante criativo e interessante.

    ResponderExcluir
  16. legal mas podia ter menos perguntas que comcorda comigo

    ResponderExcluir
  17. eu sou ococosao mtu legal isso me ajuda muito nasprovas domeu ano .melhoreinas notas ex:valendo 2,7 tirei1,4 agora em outra prova valendo 5,0 tirei4,5 vlw galera rapaziada

    ResponderExcluir
  18. Adorei o texto custei mas encontrei,o que eu realmente queria.A interpretação também é ótima.Leciono em casa e sempre busco atividades para meus alunos na internet,mas que sejam interessante e que desperte o interesse deles.Parabéns,adorei.Voltarei sempre.

    ResponderExcluir
  19. Prof Roseli.
    Gostei de seu blog. Continue assim. é bom trocar com alguém sempre que possível. Valeu amiga! espero poder chamá-la assim. Um forte abraço

    ResponderExcluir
  20. Era isso que eu queria!!

    ResponderExcluir
  21. EXCELENTE!!!! Precisava encontrar algo para "tomar" a lição da minha filha que terá prova de LP com esse tópico incluído. Porém, não conseguia ter idéia do que escrever de forma pedagógica. Então este site me ajudou muito. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  22. Adoreiiii esse texro... parabéns

    ResponderExcluir
  23. eu adorei e muito legal isso desperta o interesse da criança para dar em sala de aula e otimo e ajuda muito parabens pelo seu site PROFESSORA NATHALIA

    ResponderExcluir
  24. Muito bom esse texto.
    Meu netinho vai adorar ler o diálogo entre pai e filho.
    Professora Celia

    ResponderExcluir
  25. Gostei muito!me ajudou bastante!obrigada!!!

    ResponderExcluir
  26. Obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  27. Adorei, gostaria de ler mais desses.

    ResponderExcluir
  28. bacana!!o texto traz elementos que leva o aluno a fazer reflexões,ou seja tirar suas conclusões próprias a respeito da história.parabéns !

    ResponderExcluir
  29. olha amei o seu blog eu e minhas 2 tias morremos de dar risada parabens que deus continue iluminando sua cabesa bjs fofona bjs gorda

    ResponderExcluir
  30. me ajudou muito em relaçao a interpertaçao de texto,fiz uma otima prova... gostei amei seu blog

    ResponderExcluir
  31. Gostei Bastante, muito legal mesmo, deu até vontade ser pai.

    ResponderExcluir
  32. COMPLETAMENTE ADOREI ME AJUDOU BASTANTE A TESTAR OS MEUS CONHECIMENTOS DE INTERPRETAÇÃO TEXTUAL.PARABÉNS...

    ResponderExcluir
  33. gosteei muitoo ta de parabens *-*.. vlws pela ajuda.. =*

    ResponderExcluir
  34. Adorei o texto, é curto e interessante, ótimo para aplicar em uma avaliação para o 6º ano de leitura. Obrigada pela ajuda!!!!

    ResponderExcluir
  35. OBRIGADA PELO TEXTO, ESTOU DANDO AULA DE REFORÇO DE PORTUGUES PARA O QUINTO ANO, E TENHO QUE APLICAR MAUITA IMTERPRETAÇÃODO TEXTO, PARA TREINA-OS PARA A PROVA BRASIL. BEIJUS
    PROFESSORA VANDINHA

    ResponderExcluir
  36. Oi...Olha muito obrigadah ! Adorei o texto, peguei pra fazer uma atividade com meu primo...

    Beijo !

    ResponderExcluir
  37. adorei... muito bom! criativo

    ResponderExcluir
  38. Nossa muito bom esse texto. realmente era o que estava precisando
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  39. Achei o texto interessante, e vou trabalhar com os meus alunos do 6º ano, pois estão nessa fase e precisa de muito esclarecimento.Obrigada, professora Sandra

    ResponderExcluir
  40. Amei o texto. Gostaria de receber textos para o primeiro ano do ensino fundamental I (alfabetização) Meu i-mail é leassouza@yahoo.com.br Muito obrigado e bom dia!
    Léa

    ResponderExcluir
  41. eglailson costa das chagas11 de outubro de 2011 04:43

    GOSTEI MUITO ESPERO OUVIR MAIS VEZES
    PORQ ISSO É MUITO INTELRESANTE

    ResponderExcluir
  42. Sou professora de portugues e procuro sempre manter-me atualizada. Estou ajudando minha sobrinha e encontrei nesta pagina o que buscava para interpretação textual. Obrigada!

    ResponderExcluir
  43. Adorei, vou copiar e passar para meu alunos da 6ª série!!

    ResponderExcluir
  44. parabéns! òtimo texto vou trabalhar com meus alunos da 8ªsérie

    ResponderExcluir
  45. Legal, mais gostaria de que você colocasse interpretação de poemas para 6ª séries.

    ResponderExcluir
  46. gostei esse pai sabe raciocinar com filho parabens

    ResponderExcluir
  47. bruna leticia rodrigues5 de janeiro de 2012 09:55

    eu gostei muito desse texto ele ainda vem com atividades.

    ResponderExcluir
  48. gostei muito para mim estudar...

    ResponderExcluir
  49. Adorei! parabéns... tanto o texto quanto a interpretação.. muito bom

    ResponderExcluir
  50. Muito legal o texto ! Além dele ser divertido, é interessante e estimula o raciocínio para uma interpretação rápida, simples e eficaz! Amei, está aprovadíssimo !

    ResponderExcluir
  51. gostei muito, do texto e da interpretação.faz a gente se ntir vontade de responder as questoês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EU IAGUINHO GOSTEI MUITO SOBRE UM FILHO E UM PAI

      Excluir
  52. eu sinsseramente amei muito mesmo diferente de outros textos horrorosos, sem grassa, e que não ensinam nada de bom, gostaria de poder ler textos assim mais vezes, voce me ajudou muito espero que tire uma nota 10 nesse bimestre assim como os outros, estou ficando de ferias grassas a seu lindo texto, belo, criativo, interessante, legal e é claro q ensina muitas pessoas, continui assim enssinando a educar pessoas como voce legais e criativas OBRIGADO CORAÇÃO DE:FLAVIA.

    ResponderExcluir
  53. EU IAGUINHO GOSTEI MUITO

    ResponderExcluir
  54. Muito bom o texto!!!

    ResponderExcluir
  55. Gosto muito desse texto e amei a atividade.Muito bom.Parabéns!

    ResponderExcluir
  56. Parabéns!Excelente texto.

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Loading...

professores apaixonados

Professores e professoras apaixonadas acordam cedo e dormem tarde, movidos pela idéia fixa de que podem mover o mundo.
Apaixonados, esquecem a hora do almoço e do jantar: estão preocupados com as múltiplas fomes que, de múltiplas formas, debilitam as inteligências.
As professoras apaixonadas descobriram que há homens no magistério igualmente apaixonados pela arte de ensinar, que é a arte de dar contexto a todos os textos.
Não há pretextos que justifiquem, para os professores apaixonados, um grau a menos de paixão, e não vai nisso nem um pouco de romantismo barato.
Apaixonar-se sai caro! Os professores apaixonados, com ou sem carro, buzinam o silêncio comodista, dão carona para os alunos que moram mais longe do conhecimento, saem cantando o pneu da alegria.
Se estão apaixonados, e estão, fazem da sala de aula um espaço de cânticos, de ênfases, de sínteses que demonstram, pela via do contraste, o absurdo que é viver sem paixão, ensinar sem paixão.
Dá pena, dá compaixão ver o professor desapaixonado, sonhando acordado com a aposentadoria, contando nos dedos os dias que faltam para as suas férias, catando no calendário os próximos feriados.
Os professores apaixonados muito bem sabem das dificuldades, do desrespeito, das injustiças, até mesmo dos horrores que há na profissão. Mas o professor apaixonado não deixa de professar, e seu protesto é continuar amando apaixonadamente.
Continuar amando é não perder a fé, palavra pequena que não se dilui no café ralo, não foge pelo ralo, não se apaga como um traço de giz no quadro.
Ter fé impede que o medo esmague o amor, que as alienações antigas e novas substituam a lúcida esperança.
Dar aula não é contar piada, mas quem dá aula sem humor não está com nada, ensinar é uma forma de oração.
Não essa oração chacoalhar de palavras sem sentido, com voz melosa ou ríspida. Mera oração subordinada, e mais nada.
Os professores apaixonados querem tudo. Querem multiplicar o tempo, somar esforços, dividir os problemas para solucioná-los. Querem analisar a química da realidade. Querem traçar o mapa de inusitados tesouros.
Os olhos dos professores apaixonados brilham quando, no meio de uma explicação, percebem o sorriso do aluno que entendeu algo que ele mesmo, professor, não esperava explicar.
A paixão é inexplicável, bem sei. Mas é também indisfarçável.
* Gabriel Perissé é Mestre em Literatura Brasileira pela FFLCH-USP e doutor em Filosofia da Educação e doutorando em Pedagogia pela USP; é autor dos livros "Ler, pensar e escrever" (Ed. Arte e Ciência); "O leitor criativo" (Omega Editora); "Palavra e origens" (Editora Mandruvá); "O professor do futuro (Thex Editora). É Fundador da ONG Projeto Literário Mosaico ; É editor da Revista Internacional Videtur -Letras (www.hottopos.com/vdletras3/index.htm); é professor universitário, coordenador-geral da ong literária Projeto Literário Mosaico: www.escoladeescritores.org.br)