Seguidores: é só clicar em seguir! Não precisa ter blog, só qualquer end. do Google.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

site de orientação e apoio ao autor nacional 100% gratuito.

Em 2011 será lançado o site www.autordelivro.com.br. O único site de orientação e apoio ao autor nacional, seja ele novato ou não, 100% gratuito. Dentre outras coisas, no site os autores poderão contar com:


- assessoria jurídica (âmbito editorial)
- assessoria gráfica
- assessoria editorial
- assessoria linguística
- análise de mercado para a obra
- análise crítica da obra
- análise de projeto gráfico (capa, diagramação, material promocional)
- publicação
- marketing editorial
- comercialização
- espaço para divulgação das obras
- assessoria de imprensa (mídia)
- tradução da obra para outros idiomas (venda de direitos)
- Enfim, tudo o que um autor nacional precisa mas que só consegue quando investe altas quantias (ou tem a sorte de ser selecionado por alguma editora)

E sabe qual será o custo para o autor? Nenhum! Isso mesmo. Nenhum... Uma vez cadastrado no site, o autor poderá interagir com a equipe de profissionais qualificados sempre que precisar sem gastar nenhum centavo. A sua única obrigação será a árdua tarefa de continuar escrevendo e publicando, sempre! Ah, e não é só para os autores da Parêntese Editora. É para todo e qualquer autor, afinal o importante é manter ativa a produção de obras nacionais em todos os segmentos editoriais (romance, técnico, suspense, teen e etc..).

Mas qual o motivo de todo o conteúdo do site ser totalmente gratuito?
Simples, toda e qualquer editora precisa de duas coisas para funcionar: do Autor e do Leitor. Se apoiarmos e formarmos bons autores ao longo dos anos, com certeza sempre teremos (todas as editoras) bons leitores e para isso não há valor a ser ponderado. Uma premissa básica mas ignorada por muitas editoras que teimam em manter o foco de suas ações exclusivamente nos números.

Agora, se você é daqueles que “...desconfia quando a esmola é demais...” então, continue apenas batendo na porta das editoras! Caso contrário, aproveite essa fase inicial do projeto e envie suas dúvidas, sugestões e comentários para editor@autordelivro.com.br que eu e a equipe editorial teremos um imenso prazer em trocar idéias e informações com você e assim profissionalizar o seu trabalho editorial agregando valor a obra. Nesse primeiro estágio do projeto, nem todas as questões serão sanadas em virtude da relação “demanda de questões X disponibilidade de tempo”.


Não é um curso, não é uma escola, não é uma universidade... é um real apoio aos autores nacionais sem pedir nada em troca.


Enquanto o site está em construção e a equipe que atuará no projeto em formação, estamos a procura da mão-de-obra especializada bem como gostaríamos de receber e-mails com comentários diversos, sugestões (principalmente o que o autor gostaria de encontrar no site) e toda e qualquer informação que você autor julgue vital para criarmos uma ferramenta gratuita, eficaz e eficiente de apoio ao autor nacional.


Veja abaixo os profissionais que buscamos para fazerem parte do projeto (contratação):
- jornalistas
- redatores / publicitários
- profissionais de texto (revisores, preparadores, copy)
- editores (para várias editorias / áreas)
- profissionais de marketing (com conhecimentos na área editorial / gráfica)
- profissionais especializado em redes sociais (criatividade é de suma importância)
- profissionais de design editorial
- outros profissionais ligados a área editorial
- buscamos ainda colunistas (diversas áreas) e colaboradores diversos.
Aos interessados em trabalhar no projeto, envie CV para rh@autordelivro.com.br com o máximo de informação possível e, principalmente, com um texto sobre o seu interesse em trabalhar com autores nacionais. E-mails apenas com CV serão desconsiderados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Loading...

professores apaixonados

Professores e professoras apaixonadas acordam cedo e dormem tarde, movidos pela idéia fixa de que podem mover o mundo.
Apaixonados, esquecem a hora do almoço e do jantar: estão preocupados com as múltiplas fomes que, de múltiplas formas, debilitam as inteligências.
As professoras apaixonadas descobriram que há homens no magistério igualmente apaixonados pela arte de ensinar, que é a arte de dar contexto a todos os textos.
Não há pretextos que justifiquem, para os professores apaixonados, um grau a menos de paixão, e não vai nisso nem um pouco de romantismo barato.
Apaixonar-se sai caro! Os professores apaixonados, com ou sem carro, buzinam o silêncio comodista, dão carona para os alunos que moram mais longe do conhecimento, saem cantando o pneu da alegria.
Se estão apaixonados, e estão, fazem da sala de aula um espaço de cânticos, de ênfases, de sínteses que demonstram, pela via do contraste, o absurdo que é viver sem paixão, ensinar sem paixão.
Dá pena, dá compaixão ver o professor desapaixonado, sonhando acordado com a aposentadoria, contando nos dedos os dias que faltam para as suas férias, catando no calendário os próximos feriados.
Os professores apaixonados muito bem sabem das dificuldades, do desrespeito, das injustiças, até mesmo dos horrores que há na profissão. Mas o professor apaixonado não deixa de professar, e seu protesto é continuar amando apaixonadamente.
Continuar amando é não perder a fé, palavra pequena que não se dilui no café ralo, não foge pelo ralo, não se apaga como um traço de giz no quadro.
Ter fé impede que o medo esmague o amor, que as alienações antigas e novas substituam a lúcida esperança.
Dar aula não é contar piada, mas quem dá aula sem humor não está com nada, ensinar é uma forma de oração.
Não essa oração chacoalhar de palavras sem sentido, com voz melosa ou ríspida. Mera oração subordinada, e mais nada.
Os professores apaixonados querem tudo. Querem multiplicar o tempo, somar esforços, dividir os problemas para solucioná-los. Querem analisar a química da realidade. Querem traçar o mapa de inusitados tesouros.
Os olhos dos professores apaixonados brilham quando, no meio de uma explicação, percebem o sorriso do aluno que entendeu algo que ele mesmo, professor, não esperava explicar.
A paixão é inexplicável, bem sei. Mas é também indisfarçável.
* Gabriel Perissé é Mestre em Literatura Brasileira pela FFLCH-USP e doutor em Filosofia da Educação e doutorando em Pedagogia pela USP; é autor dos livros "Ler, pensar e escrever" (Ed. Arte e Ciência); "O leitor criativo" (Omega Editora); "Palavra e origens" (Editora Mandruvá); "O professor do futuro (Thex Editora). É Fundador da ONG Projeto Literário Mosaico ; É editor da Revista Internacional Videtur -Letras (www.hottopos.com/vdletras3/index.htm); é professor universitário, coordenador-geral da ong literária Projeto Literário Mosaico: www.escoladeescritores.org.br)