Seguidores: é só clicar em seguir! Não precisa ter blog, só qualquer end. do Google.

terça-feira, 25 de dezembro de 2007

Pérolas do ENEM

EXISTEM DIAS QUE ACORDAMOS NOS ACHANDO MEIO BURROS, MAS É SÓ LER O TEXTO ABAIXO PARA TER CERTEZA QUE NÃO CHEGAMOS A TANTO
Isso faz parte das redações dos nossos estudantes que participaram ano passado do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e tinham que dissertar sobre ecologia.

* "O nosso am biente ele estava muito estragado e muito poluido por causa que, os outros não zelam pelo ar puro." (Esse deve lembrar disso sempre que está no Show do Planet Hemp)

* "O serumano no mesmo tempo que constrói também destrói, pois nos temos que nos unir para realizarmos parcerias."

* "Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais." (Leia a Bíblia...)

* "...agir de maneira inesperável." (Háaa gente! Esse foi por pouco né?)

*"...eles matam não somente aves mas também os desmatamentos de animais também precisam acabar."

* "morrem queimados e asfixiciados." (Esse é um jumento, mas tem coração!)

* "Hoje endia a natureza..." (Pelo menos ele não usou m, e sim n, porque m só antes de p e b, não é mesmo? Muito bem!)

* "No paíz enque vivemos, os problemas cerrevelam..." (Outro erro acertado, ele usou 2 erres! Muito bem!)

* "...menos desmatamentos, mais florestas aborizadas." (Concordo! De florestas não arborizadas, basta o sertão nordestino!)

* "...provocando assim a desolação de grandes expécies raras." (Voces não sabiam que os animais também tem depressão? Quanto ao resto, não tem como justificar!)

* "O que é de interesse de todos nem sempre interessa a ningém individualmente." (queria tanto entender o sentido dessa aqui...)

* "A natureza foi descoberta pelos homens há 500 anos atrás. (chegou com Cabral, talvez?)

* "A natureza brasileira só tem 500 anos e já está quase se acabando." (Foi trazida nas caravelas, certo?)

* "Eles querem que nós nos matemos por eles a única solução é alugar o Brasil para os outros." (este ouviu Raul Seixas e entendeu tudo errado)

* "Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele." (faz sentido...)

* "Nos dias atuais a educação está muito precoce." (Que bom né?)

* "O maior problema da floresta Amazonas é o desmatamento dos peixes." (Será que a Química pode me explicar como isso ocorre?)

* "O desenvolvimento trás grandes lados positivos e negativos para o meio ambiente." (Onde está o erro?)

* "Nesta terra ensi plantando tudo dá." (Em Portugal deve se escrever desse jeito!)

* "Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos." (GENTE!!!!! essa é a minha frase favorita: merece 10 com louvor!)

* "Existem dois tipos de animais: os que vivem em cativeiro e os que não vivem. Ultimamente,
surgiram um terceiro tipo que corresponde aqueles os que são presos pela polícia federal.
Todos os fiscais são subordinados. É a propina." (O autor desta frase deve ser do terceiro tipo.)

* "Tudo isso colaborou com a estinção do micro-leão dourado." (Qual será o fabricante? IBM, apple, unisis...)

* "Ultimamente não se fala em outro assunto anonser sobre..."


* "Os araras azuis ficavam sobe vuando a mata."

* "...são formados pelas bacias esferográficas." ( NÃO!!!! Essa é a minha favorita!!!! Imaginem as bacias da BIC...)

* "Os animais acabam sem água para beber e para tomar banho."

* "O direito humano para mim tinha que ser igual para todos."

* "Na época de Cristo não havia indústrias para poluir e assim mesmo havia problemas sociais entre os povos." (Marx/Engels?)

* "Os homens brasileiros, estão acabando com tudo, as árvores para desmar para fazer taúba e outra coisa." (Se ele fosse mais velho eu diria que a culpa foi do Adoniran Barbosa)

* "O homem não está mais valorizando a sua pátria ambiental." (Acabei de chegar a uma conclusão, a maioria dos erros são de português, mas os que mais sofrem as consequências disso são os professores de Geografia...)

* "Precisa-se começar uma reciclagem mental dos humanos, fazer uma verdadeira lavagem celebral em relação ao desmatamento, poluição e depredação de si próprio." (Concordo em gênero, número e grau: depredação de si mesmo é 'oríveu')

* "A concentização é um fato esperançoso para o território mundial."

* "Espero que isso mude aqui no Paraná, que não seja como os outros países." (Acho que esse passou férias na Argentina e voltou com mania de grandeza...)

* "Vamos deixar de sermos egoístas e pensarmos um pouco mais em nós." (Gente, que pérola!!!!!)

* "O sero manu." (Entendeu?)

* "O Euninho..." (Levei uns minutos para identificar o El Niño...)

* "Na Amazonas está sendo a maior derrubagem e extração de madeira do Brasil."

* "O problema ainda é maior se tratando da camada Diozoni!" (Gente, eu não sabia que camada tinha sobrenome...)

* "Por isso eu luto para atingir os meus obstáculos." (Que luta árdua...)

* "A situação tende a piorar: pessoas da floresta Amazônica destróem a Mata Atlântica." (e além de tudo, viajam pra caramba, hein?)

* "Na verdade, nem todo desmatamento é tão ruim. Por exemplo, o do Aeds Egipte seria um
bom benefício para o Brasil" (Vamos trocar o fumacê pelas moto-serras!)

* "Imaginem a bandeira do Brasil. O azul representa o céu, o verde representa as matas, e o amarelo o ouro. O ouro já foi roubado e as matas estão quase se indo. No dia em que roubarem nosso céu, ficaremos sem bandeira." (Ainda bem que temos aquela faixinha onde está escrito "Ordem e Progresso".)

* "Eu concordo em gênero e número igual."

* "As vezes penso comigo mesmo e chego a mesma conclusão que chegou Renato Russo:
Que país é esse?" (Esta, realmente, é uma conclusão definitiva!)

* "O seringueiro tira borracha das árvores, mas não nunca derubam as seringas." (Estas podem ser derrubadas porque são descartáveis...)

* "Já está muito de difícil de achar os pandas na Amazônia." (Que pena... Também ursos e elefantes sumiram de lá.)

* "Até a Xuxa hoje em dia se prelcupa com a situação dos animais"


* "Há muito tempo atrás, meu avô matou várias onças na fazenda dele." (E eu com isso?)

* "Enquanto os zoutros ...."

* "É um problema de muita gravidez." (Com certeza... Se seu pai usasse camisinha não leríamos isso!)


É gente estou pasma com o nível dos nossos estudantes... E o pior, é que nós professores é que levamos a culpa... Ninguém lembra de cobrar das famílias a sua participação. O interesse pelos próprios filhos na escola.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Loading...

professores apaixonados

Professores e professoras apaixonadas acordam cedo e dormem tarde, movidos pela idéia fixa de que podem mover o mundo.
Apaixonados, esquecem a hora do almoço e do jantar: estão preocupados com as múltiplas fomes que, de múltiplas formas, debilitam as inteligências.
As professoras apaixonadas descobriram que há homens no magistério igualmente apaixonados pela arte de ensinar, que é a arte de dar contexto a todos os textos.
Não há pretextos que justifiquem, para os professores apaixonados, um grau a menos de paixão, e não vai nisso nem um pouco de romantismo barato.
Apaixonar-se sai caro! Os professores apaixonados, com ou sem carro, buzinam o silêncio comodista, dão carona para os alunos que moram mais longe do conhecimento, saem cantando o pneu da alegria.
Se estão apaixonados, e estão, fazem da sala de aula um espaço de cânticos, de ênfases, de sínteses que demonstram, pela via do contraste, o absurdo que é viver sem paixão, ensinar sem paixão.
Dá pena, dá compaixão ver o professor desapaixonado, sonhando acordado com a aposentadoria, contando nos dedos os dias que faltam para as suas férias, catando no calendário os próximos feriados.
Os professores apaixonados muito bem sabem das dificuldades, do desrespeito, das injustiças, até mesmo dos horrores que há na profissão. Mas o professor apaixonado não deixa de professar, e seu protesto é continuar amando apaixonadamente.
Continuar amando é não perder a fé, palavra pequena que não se dilui no café ralo, não foge pelo ralo, não se apaga como um traço de giz no quadro.
Ter fé impede que o medo esmague o amor, que as alienações antigas e novas substituam a lúcida esperança.
Dar aula não é contar piada, mas quem dá aula sem humor não está com nada, ensinar é uma forma de oração.
Não essa oração chacoalhar de palavras sem sentido, com voz melosa ou ríspida. Mera oração subordinada, e mais nada.
Os professores apaixonados querem tudo. Querem multiplicar o tempo, somar esforços, dividir os problemas para solucioná-los. Querem analisar a química da realidade. Querem traçar o mapa de inusitados tesouros.
Os olhos dos professores apaixonados brilham quando, no meio de uma explicação, percebem o sorriso do aluno que entendeu algo que ele mesmo, professor, não esperava explicar.
A paixão é inexplicável, bem sei. Mas é também indisfarçável.
* Gabriel Perissé é Mestre em Literatura Brasileira pela FFLCH-USP e doutor em Filosofia da Educação e doutorando em Pedagogia pela USP; é autor dos livros "Ler, pensar e escrever" (Ed. Arte e Ciência); "O leitor criativo" (Omega Editora); "Palavra e origens" (Editora Mandruvá); "O professor do futuro (Thex Editora). É Fundador da ONG Projeto Literário Mosaico ; É editor da Revista Internacional Videtur -Letras (www.hottopos.com/vdletras3/index.htm); é professor universitário, coordenador-geral da ong literária Projeto Literário Mosaico: www.escoladeescritores.org.br)